Inaugurada na cidade de Goiás a sexta Policlínica Estadual

Em funcionamento desde março, unidade já realizou mais de 1.700 atendimentos pelo Sistema Único de Saúde. Investimento do Governo do Estado foi de R$ 20,6 milhões

O governador Ronaldo Caiado inaugurou, nesta quarta-feira (11), a Policlínica Rio Vermelho, na cidade de Goiás, sexta unidade de assistência especializada já entregue pela atual administração. Gerida pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO), a Policlínica abriu as portas no dia 29 de março e já realizou 795 consultas e 976 exames de imagens e laboratoriais, regulados pelo Complexo Regulador Estadual. Para a construção e aparelhagem da estrutura foram destinados R$ 20,6 milhões.

“Esta Policlínica tem uma importância ímpar. Os doentes crônicos serão avaliados aqui. Aqui eles terão a continuidade do tratamento”, garantiu o governador ao frisar que o serviço desafoga hospitais de urgência.

“Vamos ampliar cada vez mais a qualidade de vida das pessoas”, reiterou após lembrar que gestões anteriores deixaram de entregar obras na saúde em função do alto custo de manutenção. Para o funcionamento da Policlínica da cidade de Goiás, o contrato de gestão com a organização social vencedora do edital prevê um valor global de 103,9 milhões pelo prazo de 48 meses.

A unidade irá garantir atendimento de qualidade a mais de 203 mil moradores que compõem a Regional de Saúde Rio Vermelho. Caiado anunciou que a unidade será ampliada para oferecer serviço de hemodiálise, assim como já existe em Posse e Quirinópolis. “Teremos aqui toda uma estrutura ampliada para que as pessoas possam ter um tratamento digno e não tenham que se deslocar para outras regiões”, afirmou. Pacientes também terão acesso a medicamentos de alto custo, antes centralizados na Capital. “É respeito às pessoas”, frisou o governador.

De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Sandro Rodrigues, a unidade vai contribuir para diminuir o déficit na área de consultas e exames, o que promove atendimento digno ao cidadão. “Temos municípios que zeraram filas de especialidade. Isso é o sentido de uma Policlínica. A gente levar saúde, chegar ao município, ser percebido pela  população e ter os problemas resolvidos”, destacou.

Assistência Especializada
A estrutura oferece 20 especialidades médicas, como cardiologia, endocrinologia, dermatologia, ortopedia, ginecologia, mastologia, pediatria. Além disso, conta com equipe multiprofissional composta por assistente social, biomédico, enfermeiro, farmacêutico, fonoaudiólogo, psicólogo, nutricionista e fisioterapeuta. Na policlínica, a população ainda pode realizar 23 tipos de exames, entre ergométricos, de imagens (mamografia, colonoscopia, ultrassonografia, tomografia computadorizada, raio-X) e laboratoriais.

O prefeito da cidade de Goiás, Aderson Gouvea destacou a parceria estabelecida com o Governo de Goiás: “Saúde não pode ser mendigada, tem que ser colocada à disposição de todo homem e mulher que contribui para fazer um município, um estado e um Brasil melhor”, finalizou.

Moradora de Americano do Brasil, Gervina Barradas da Silva, de 86 anos, já faz o acompanhamento médico na Policlínica da cidade de Goiás na área de ortopedia. “Buscava tratamento em Goiânia. Facilitou muito, o tratamento agora aqui é mais perto. Já fiz exames, raio-X da mão, dos ombros, das pernas e da coluna”, compartilhou.

Atendimento regionalizado
A Policlínica da Cidade de Goiás também contará com uma unidade móvel de prevenção ao câncer de mama e colo uterino, a Carreta da Prevenção. No veículo, serão realizados exames de mamografia e citopatológicos. “É para fazer o atendimento local, dentro de uma agenda definida com os prefeitos”, explicou o governador.

“Podemos bater a mão no peito e dizer que Goiás tem a regionalização da saúde. Eu que sou do interior, sei o quanto é difícil ter que transportar pacientes até Goiânia”, defendeu o deputado estadual Wagner Neto. Também da Assembleia Legislativa de Goiás, Thiago Albernaz enalteceu a obra entregue. “Dia emblemático e de grande representatividade para todos nós”.

Em Goiás, foram entregues seis unidades do tipo, que representam um investimento total de R$ 66,8 milhões. As outras Policlínicas beneficiam moradores das regiões Sudoeste (Quirinópolis), Vale do São Patrício (Goianésia), Entorno do Distrito Federal (Formosa), Nordeste (Posse) e Oeste (São Luís de Montes Belos).

Foto: Junior Guimarães e Cristiano Borges

Secretaria de Comunicação - Governo de Goiás

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.